Civilcon - Blog

Mantenha-se informado.

Construção civil gera 12 mil empregos no Pará

Em 2012, o setor foi maior gerador de empregos do estado.
Saldo obtido pelo Pará é o maior entre os sete estados da região Norte.

O setor da Construção Civil gerou quase 12 mil postos de empregos formais no Pará em 2012, o que representa um crescimento de quase 16%, revela pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA). O saldo é o maior entre os estados do Norte.

Tomando como base as informações oficiais do Ministério do Trabalho, no mês de dezembro de 2012, houve uma forte queda de 3,99% na geração de empregos formais. Foram feitas em todo o estado 2.794 admissões contra 6.349 desligamentos, com saldo negativo de 3.555 postos de trabalhos.

O estado do Pará foi o que apresentou a maior perda de empregos formais, com saldo negativo de 3.555 postos de trabalhos, seguido de Rondônia, com saldo negativo de 2.158 postos de trabalhos; do Tocantins, com saldo negativo de 873 postos de trabalhos; do Amazonas, com saldo negativo de 811 postos de trabalhos; do Acre, com saldo negativo de 661 postos de trabalhos; do Amapá, com saldo negativo de 428 postos de trabalhos e de Roraima, com saldo negativo de 63 postos de trabalhos.

Segundo o Dieese, foram feitas em toda a Região Norte no mês de dezembro de 2012 no setor da Construção Civil, 6.119 admissões contra 14.668 desligamentos gerando um saldo negativo de 8.549 postos de trabalhos, com um decréscimo de 4,21%.

No entanto, levando em consideração todo o ano de 2012, o estudo mostra um saldo positivo de empregos formais no comparativo entre admitidos e desligados, com crescimento de 15,71%. Foram feitas no período em todo o estado, 83.914 admissões contra 71.669 desligamentos, gerando um saldo positivo de 12.245 postos de trabalhos.

Em 2012, o Pará foi quem apresentou a maior geração de empregos formais, com saldo positivo de 12.245 postos de trabalhos, seguido do estado de Rondônia, com saldo positivo de 1.128 postos de trabalhos; do estado do Amazonas, com saldo positivo de 955 postos de trabalhos; do estado do Acre, com saldo positivo de 844 postos de trabalhos; de Roraima, com saldo positivo de 776 postos de trabalhos; do Tocantins, com saldo positivo de 195 postos de trabalhos e do Amapá, com saldo positivo de 183 postos de trabalhos.

De acordo com o Dieese, o saldo de postos de trabalhos obtidos pelo Pará no setor da Construção Civil em 2012 (12,245 postos de trabalhos), além de ser o maior entre os sete estados da região, representa cerca de 75% do saldo total de postos de trabalhos gerados em toda a Região Norte no mesmo período (16.326 postos de trabalhos).  Em 2012, o setor da Construção Civil no Pará foi maior gerador de empregos formais entre os setores econômicos do estado.

Outras Postagens

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>